Hormônio não é milagre para emagrecer

Agência americana de regulação já se pronunciou dizendo que não há comprovação da eficácia do hCG
*
Publicado em 14/03/2011 | The New York Times
 

Todas as manhãs, Kay Brown repete um ritual semelhante ao de um viciado em heroína ou de um diabético: injeta-se com uma seringa. Nela contém hCG, um hormônio produzido durante a gravidez. Mas Brown, de 35 anos, não está tomando hCG para ajudá-la na fertilização. Ela acredita que, combinando as injeções de hormônio com uma dieta de 500 calorias por dia, vai alcançar uma espécie de milagre para a perda de peso: conseguir emagrecer nos lugares certos sem se sentir cansada ou com fome. “Uma amiga fez isso antes do casamento”, conta a moça. “Fi­­­cou ótima”.

Mulheres como Kay Brown abarrotam consultórios médicos e clínicas de emagrecimento nos Estados Unidos, pagando mais de US$ 1 mil por mês por uma consulta, estoques de hormônio e as seringas necessárias para aplicá-lo. Mais de 50 anos depois que um médico de uma clínica de Roma começou a promover o hCG como agente emagrecedor, a substância está mais popular do que nunca, embora haja poucas evidências de que ela realmente funcione.

O esquema combina injeções diárias com um regime quase de fome, e os pacientes, na maioria mulheres, são muitas vezes atraídos por promessas de que poderiam perder cerca de um quilo por dia sem ficar famintos. E, o que talvez soe ainda mais sedutor, frequentemente ouvem que o hCG tornará seus corpos aptos a eliminar e metabolizar a gordura armazenada nos lugares mais indesejáveis – antebraços, barriga e coxas.

Em reação às dúvidas que a popularidade da dieta tem despertado, a Food and Drug Admi­­­nis­­tration (FDA) [agência americana de regulação dos setores de alimentos e remédios] advertiu em janeiro que versões “homeopáticas” do hCG, como pastilhas e sprays, vendidos pela internet e em algumas lojas de alimentos naturais, são ilegais e fraudulentas por afirmarem que têm propriedades eficazes na perda de peso.

Administrada sob prescrição, a forma injetável do hCG, sigla em inglês para gonadotrofina coriônica humana, é aprovada como tratamento para infertilidade: nesse caso os médicos po­­­dem prescrevê-la legalmente. Mas para uso não previsto em bula, médicos receitam hCG como auxiliar na perda de peso.

Riscos

A FDA já reiterou um alerta, emitido pela primeira vez em meados da década de 1970 e obrigatório nas embalagens de hCG: não há comprovação de que a substância acelere o emagrecimento, auxilie numa distribuição mais “atraente” da gordura ou diminua “a fome e o mal-estar “ provocados por dietas de baixo teor calórico.

Recentemente, a agência americana recebeu um relato sobre um paciente que, submetido à dieta hCG, teve uma embolia pulmonar, afirma Chris­­­topher Kelly, porta-voz da agência. Ele observa que o hormônio apresenta riscos que vão de coágulos sanguíneos à depressão, dores de cabeça e sensibilidade ou aumento dos seios.

O médico Pieter Cohen, professor assistente na Faculdade de Medicina de Harvard que estuda suplementos para perda de peso, diz que, além da questão dos efeitos colaterais, o uso de hCG como agente emagrecedor tem sido promovido para “manipular as pessoas, fazendo-as acreditar que vão ser tratadas com algo poderoso, potente e eficaz, mas, na verdade, não estão recebendo mais do que aplicações de placebo”.

O médico de Kay Brown, Lio­­­nel Bissoon, tem outra opinião. “As histórias que ouço de médicos de todo o país falam de pessoas perdendo uma quantidade enorme de peso com essa substância. Não se pode simplesmente ignorar isso”, diz Bissoon.

Outro médico de Nova York, Scott M. Blyer, oferece a dieta hCG como complemento à cirurgia estética. Uma das pacientes dele, uma consultora de negócios de 30 anos chamada May, descreve-se como uma “glutona emocional”. Ela queria emagrecer nove quilos a tempo de ser madrinha de um casamento em abril. May repensou o tratamento e acabou desistindo da dieta, depois de decidir que não precisava perder tanto peso assim.

*

*Retirado da Gazeta do Povo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: