Hospitais entregues a Iniciativa Privada (Oss) em SP gastam mais.

Manifestação contra OSs no Rio.

O preço dos produtos utilizados para prestar atendimento à população pode variar mais de 500% nos hospitais estaduais, que seguem um modelo terceirizado. Enquanto uma OSS (Organização Social de Saúde) contratada pelo governo compra um cateter por R$ 0,45, outra entidade, com a mesma função, paga até R$ 2,55.

Diferenças grandes também são observadas quando a comparação é feita com valores calculados pela BEC (Bolsa Eletrônica de Compras), que traz exemplos de negociações feitas pelo Estado em situações que exigem pregão. Uma ampola de clindamicina –medicamento usado para tratar infecção– pode custar mais que o dobro se comprada fora do pregão.

Os dados estão publicados em relatórios produzidos pela própria Secretaria de Estado da Saúde, responsável pela contratação das entidades, e referem-se às unidades hospitalares terceirizadas na Grande São Paulo. A reportagem teve acesso a seis desses documentos, com informações do período de janeiro de 2008 a junho de 2009.

A Secretaria de Estado da Saúde informou que as variações apontadas pela reportagem estão relacionadas à diferenças de materiais nos produtos comprados ou a erros no preenchimento ou digitação dos relatórios trimestrais das OSSs (Organizações Sociais de Saúde).

fonte: Agora – 1/3/2010

Leia mais sobre os problemas das OSs e da terceirização aqui!

Anúncios

2 Responses to Hospitais entregues a Iniciativa Privada (Oss) em SP gastam mais.

  1. renata disse:

    Pode até ser mais caro os produtos, porém será que compensa qualidade ou um produto inferior, não podemos deixar de pensar que estamos lidando com a saúde, não se trata de papel. Sempre que procuro um hospital gerenciado pelo uma O.S.S sou bem melhor atendido do que um hospital do governo, acho que este ponto é fundamental para mim que sempre preciso deste serviço.

    • fopspr disse:

      Renata, quando dizemos que um produto em uma OS é mais caro não estamos comparando o “papel higiênico lixa” e o “macio”, mas papeis de igual qualidade, pela a OS, muitas vezes, é mais caro pois a compra pela OS não exige licitação, abrindo a possibilidade para a compra de um mesmo produto pagando o maio preço… a experiência prática tem mostrado o que está por trás disso.

      Sugerimos a leitura do dossiê preparado pelo pessoal de SP que ilustra alguns problemas bem práticos em relação as OS: http://www.pixel.art.br/sindsep/dossieOS.pdf

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: